Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio

Idoso acompanhado de perto após cirurgia de emergência tem recuperação melhor, diz estudo.

19 de February de 2020 - 08:35 | Saúde

Maracaju em Foco - Notícias - Idoso acompanhado de perto após cirurgia de emergência tem recuperação melhor, diz estudo.

Atendimento médico personalizado a idosos que passaram por cirurgia de emergência reduziu em 19% as complicações ou mortes durante o pós-operatório, apontou estudo canadense publicado no final de janeiro no jornal internacional "JAMA Surgery".

Cada paciente passou pela avaliação de um geriatra nas 48 horas após a cirurgia e teve um acompanhamento personalizado de um enfermeiro que, entre outros cuidados, aplicou um programa de recondicionamento ao lado do leito com a finalidade de fortalecer os músculos e retirar os idosos da cama o quanto antes.

Tubos e drenos também foram retirados o mais rápido possível para evitar infecções e as doses dos analgésicos foram reajustadas para cada paciente.

Segundo pesquisadores da Universidade de Alberta que conduziram o estudo, este tipo de atendimento também diminuiu em três dias o tempo médio de permanência dos idosos no hospital e permitiu que mais pacientes voltassem para casa após a alta hospitalar sem precisar de cuidados continuados.

Custo baixo

O estudo também destacou que a intervenção personalizada aos pacientes idosos de emergências teve um custo relativamente baixo no todo, uma vez que resultou em menos complicações e em estadias mais curtas no hospital.

Nos Estados Unidos, há crescentes discussões sobre o custo da saúde no país para o indivíduo e a respeito da atuação do governo em planos de saúde. O tema é um dos que se destacam no debate da próxima eleição presidencial no país.

Extremamente vulneráveis

Segundo os pesquisadores, idosos que passam por cirurgia de urgência são extremamente vulneráveis a complicações pós-cirúrgicas e a morte porque são pessoas mais debilitadas e que não têm tempo para se preparar para o procedimento.

O estudo acompanhou 684 pacientes entre 2014 a 2017. Todos tinham 65 anos quando passaram pelos procedimentos de urgência.

Fonte: G1.

VÍDEOS EM FOCO: Assista nossas principais reportagens em vídeo, mesmo não estando no Facebook, clique aqui.

Maracaju em Foco

Se é sucesso, aparece aqui!

Curta nossa página: https://www.facebook.com/mjuemfoco/

Siga-nos no Instagram: https://instagram.com/maracajuemfoco


Array ( [Novidade] => Array ( [id] => 37624 [user_id] => 23 [titulo] => Idoso acompanhado de perto após cirurgia de emergência tem recuperação melhor, diz estudo. [texto] =>

Atendimento médico personalizado a idosos que passaram por cirurgia de emergência reduziu em 19% as complicações ou mortes durante o pós-operatório, apontou estudo canadense publicado no final de janeiro no jornal internacional "JAMA Surgery".

Cada paciente passou pela avaliação de um geriatra nas 48 horas após a cirurgia e teve um acompanhamento personalizado de um enfermeiro que, entre outros cuidados, aplicou um programa de recondicionamento ao lado do leito com a finalidade de fortalecer os músculos e retirar os idosos da cama o quanto antes.

Tubos e drenos também foram retirados o mais rápido possível para evitar infecções e as doses dos analgésicos foram reajustadas para cada paciente.

Segundo pesquisadores da Universidade de Alberta que conduziram o estudo, este tipo de atendimento também diminuiu em três dias o tempo médio de permanência dos idosos no hospital e permitiu que mais pacientes voltassem para casa após a alta hospitalar sem precisar de cuidados continuados.

Custo baixo

O estudo também destacou que a intervenção personalizada aos pacientes idosos de emergências teve um custo relativamente baixo no todo, uma vez que resultou em menos complicações e em estadias mais curtas no hospital.

Nos Estados Unidos, há crescentes discussões sobre o custo da saúde no país para o indivíduo e a respeito da atuação do governo em planos de saúde. O tema é um dos que se destacam no debate da próxima eleição presidencial no país.

Extremamente vulneráveis

Segundo os pesquisadores, idosos que passam por cirurgia de urgência são extremamente vulneráveis a complicações pós-cirúrgicas e a morte porque são pessoas mais debilitadas e que não têm tempo para se preparar para o procedimento.

O estudo acompanhou 684 pacientes entre 2014 a 2017. Todos tinham 65 anos quando passaram pelos procedimentos de urgência.

Fonte: G1.

VÍDEOS EM FOCO: Assista nossas principais reportagens em vídeo, mesmo não estando no Facebook, clique aqui.

Maracaju em Foco

Se é sucesso, aparece aqui!

Curta nossa página: https://www.facebook.com/mjuemfoco/

Siga-nos no Instagram: https://instagram.com/maracajuemfoco

[imagem] => 697acd68d3e55050acc620c8edb8aab3.jpg [url] => idoso-acompanhado-de-perto-apos-cirurgia-de-emergencia-tem-recuperacao-melhor-diz-estudo [visualizacoes] => 200 [created] => 19 de February de 2020 - 08:35 [destaque] => [scroll] => [categoria_id] => 27 ) [User] => Array ( [id] => 23 [fullname] => Ben Hur Salomão Teixeira [active] => 1 [role] => adm ) [Categoria] => Array ( [id] => 27 [nome] => Saúde [url] => saude [prioridade] => 4 ) [Noticiagaleria] => Array ( ) [Video] => Array ( ) ) 1
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio