Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio

"Vamos rever o preço do etanol em Mato Grosso do Sul", diz Felipe Orro

24 de May de 2019 - 18:15 | Assembleia Legislativa

Maracaju em Foco - Notícias -

Felipe Orro articulará pauta na Assembleia ao lado do procurador do MPE, Rodrigo Stephanini

O deputado estadual Felipe Orro (PSDB) anunciou, durante a sessão desta quarta-feira (22) da Assembleia Legislativa, que a Comissão de Defesa dos Direitos do Consumidor vai conduzir a discussão sobre a pauta de redução do preço do etanol comercializado em Mato Grosso do Sul. Mesmo o Estado sendo o terceiro maior produtor do biocombustível no país, a capital Campo Grande cobra valores mais caros do que o comercializado nos Estados que mais consomem o etanol aqui produzido.

Levantamento do Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia) aponta que Mato Grosso do Sul é o terceiro maior produtor de etanol do Brasil. Todavia, a boa posição ocupada pelo Estado neste ranking não se reflete em redução no preço do combustível para os consumidores sul-mato-grossenses.

De acordo com a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o preço médio do etanol em Campo Grande é de R$ 3,481. Em Três Lagoas, o valor do combustível chega a R$ 3,869. No vizinho Mato Grosso, o preço do etanol na capital Cuiabá é de R$ 2,634.

Felipe Orro questiona o fato da alta produção sul-mato-grossense não se converter em preços baixos para os motoristas do Estado. "O nosso etanol é produzido aqui, e mesmo assim temos um dos valores mais caros do Brasil. Na Comissão de Defesa do Direito do Consumidor, vamos rever o preço do álcool", pontuou Felipe. 

Com uma safra de 3,27 bilhões de litros, Mato Grosso do Sul é o terceiro maior produtor de etanol do país (atrás apenas de São Paulo e Goiás). Segundo o Biosul, o Estado tem 19 usinas em operação, sendo que todas produzem etanol e 10 produzem açúcar. Essas usinas estão localizadas na região Centro-Sul do Estado, com exceção de cinco com endereços na Costa Leste e Região Norte. As 19 plantas geram bioeletricidade a partir da queima do bagaço e 12 exportam parte da produção. 

Felipe Orro promoveu a fala do procurador de justiça do Ministério Público Estadual, Rodrigo Stephanini, que apresentou aos demais deputados a investigação que visa reduzir o valor do combustível nas bombas dos postos do Estado.

"O MPE já tem atuação nessa pauta, através do procurador Rodrigo Stephanini. Ele veio à Assembleia expor a situação e chamar a atenção dos demais deputados para esse assunto, para que iniciemos esse trabalho que busca reduzir o valor do etanol, tornando o valor cobrado em MS o mais barato do Brasil", projeta Felipe Orro.

São Paulo, Minas Gerais e Paraná são os maiores consumidores do etanol produzido em Mato Grosso do Sul. O valor do litro do etanol comercializado em todas as capitais destes estados é inferior ao vendido em Campo Grande, sendo R$ 2,74 em São Paulo (SP), R$ 2,94 em Curitiba (PR) e R$ 3,09 em Belo Horizonte (MG).

Quando o assunto é a gasolina, o procurador do MPE, Rodrigo Stephanini, explicou que é plausível a variação de preços, pois este combustível depende de variáveis internacionais. “Há turbulência internacional e os preços disparam. Tudo bem, entendemos, mas e o etanol, produzido e distribuído aqui, o que tem a ver? Algo precisa ser feito para melhorar da situação”, afirmou Stephanini.

Felipe Orro articula o início da discussão dessa pauta na Comissão de Defesa do Direito do Consumidor na Assembleia Legislativa. "Vamos fazer uma reunião para definir nossa pauta de ações, levantar os custos, checar os valores de distribuição, refinamento, e verificar se as margens são compatíveis com os valores cobrados nos postos de combustíveis de Mato Grosso do Sul", encerrou o parlamentar.

Por: Carlos Henrique Wilhelms   Foto: Luciana Nassar/ALMS 

Agência AL/MS


Array ( [Novidade] => Array ( [id] => 33093 [user_id] => 23 [titulo] => "Vamos rever o preço do etanol em Mato Grosso do Sul", diz Felipe Orro [texto] =>

Felipe Orro articulará pauta na Assembleia ao lado do procurador do MPE, Rodrigo Stephanini

O deputado estadual Felipe Orro (PSDB) anunciou, durante a sessão desta quarta-feira (22) da Assembleia Legislativa, que a Comissão de Defesa dos Direitos do Consumidor vai conduzir a discussão sobre a pauta de redução do preço do etanol comercializado em Mato Grosso do Sul. Mesmo o Estado sendo o terceiro maior produtor do biocombustível no país, a capital Campo Grande cobra valores mais caros do que o comercializado nos Estados que mais consomem o etanol aqui produzido.

Levantamento do Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia) aponta que Mato Grosso do Sul é o terceiro maior produtor de etanol do Brasil. Todavia, a boa posição ocupada pelo Estado neste ranking não se reflete em redução no preço do combustível para os consumidores sul-mato-grossenses.

De acordo com a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o preço médio do etanol em Campo Grande é de R$ 3,481. Em Três Lagoas, o valor do combustível chega a R$ 3,869. No vizinho Mato Grosso, o preço do etanol na capital Cuiabá é de R$ 2,634.

Felipe Orro questiona o fato da alta produção sul-mato-grossense não se converter em preços baixos para os motoristas do Estado. "O nosso etanol é produzido aqui, e mesmo assim temos um dos valores mais caros do Brasil. Na Comissão de Defesa do Direito do Consumidor, vamos rever o preço do álcool", pontuou Felipe. 

Com uma safra de 3,27 bilhões de litros, Mato Grosso do Sul é o terceiro maior produtor de etanol do país (atrás apenas de São Paulo e Goiás). Segundo o Biosul, o Estado tem 19 usinas em operação, sendo que todas produzem etanol e 10 produzem açúcar. Essas usinas estão localizadas na região Centro-Sul do Estado, com exceção de cinco com endereços na Costa Leste e Região Norte. As 19 plantas geram bioeletricidade a partir da queima do bagaço e 12 exportam parte da produção. 

Felipe Orro promoveu a fala do procurador de justiça do Ministério Público Estadual, Rodrigo Stephanini, que apresentou aos demais deputados a investigação que visa reduzir o valor do combustível nas bombas dos postos do Estado.

"O MPE já tem atuação nessa pauta, através do procurador Rodrigo Stephanini. Ele veio à Assembleia expor a situação e chamar a atenção dos demais deputados para esse assunto, para que iniciemos esse trabalho que busca reduzir o valor do etanol, tornando o valor cobrado em MS o mais barato do Brasil", projeta Felipe Orro.

São Paulo, Minas Gerais e Paraná são os maiores consumidores do etanol produzido em Mato Grosso do Sul. O valor do litro do etanol comercializado em todas as capitais destes estados é inferior ao vendido em Campo Grande, sendo R$ 2,74 em São Paulo (SP), R$ 2,94 em Curitiba (PR) e R$ 3,09 em Belo Horizonte (MG).

Quando o assunto é a gasolina, o procurador do MPE, Rodrigo Stephanini, explicou que é plausível a variação de preços, pois este combustível depende de variáveis internacionais. “Há turbulência internacional e os preços disparam. Tudo bem, entendemos, mas e o etanol, produzido e distribuído aqui, o que tem a ver? Algo precisa ser feito para melhorar da situação”, afirmou Stephanini.

Felipe Orro articula o início da discussão dessa pauta na Comissão de Defesa do Direito do Consumidor na Assembleia Legislativa. "Vamos fazer uma reunião para definir nossa pauta de ações, levantar os custos, checar os valores de distribuição, refinamento, e verificar se as margens são compatíveis com os valores cobrados nos postos de combustíveis de Mato Grosso do Sul", encerrou o parlamentar.

Por: Carlos Henrique Wilhelms   Foto: Luciana Nassar/ALMS 

Agência AL/MS

[imagem] => 32b0d0172724e79454f271db786a49c5.jpg [url] => vamos-rever-o-preco-do-etanol-em-mato-grosso-do-sul-diz-felipe-orro [visualizacoes] => 0 [created] => 24 de May de 2019 - 18:15 [destaque] => [scroll] => [categoria_id] => 29 ) [User] => Array ( [id] => 23 [fullname] => Ben Hur Salomão Teixeira [active] => 1 [role] => adm ) [Categoria] => Array ( [id] => 29 [nome] => Assembleia Legislativa [url] => assembleia-legislativa [prioridade] => 8 ) [Noticiagaleria] => Array ( ) [Video] => Array ( ) ) 1
Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio Maracaju em Foco - Notícias - Anúncio